sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

15

TEORIA POSITIVISTA-FUNCIONALISTA: “O IDEAL É TUDO PERMANECER SEMPRE COMO ESTÁ!”

sistema Existem basicamente duas grandes teorias no estudo da Sociologia: A Teoria Positivista-Funcionalista e Histórico-Crítica. Abordaremos a primeira, também chamada de Positivismo.

O Positivismo, corrente de pensamento assim chamado porque pressupõe que a realidade é tal e qual está ai – colocada, posta à nossa frente, assume que não há outra proposta além da que já existe. Ou seja, o que for considerado projeto alternativo à realidade, deve ser deixado de lado, pois representa uma anomalia social, uma utopia, algo que do ponto de vista positivista vem a desencadear a ruína social. Então, o ideal é tudo permanecer assim como está. Acrescenta-se ao espírito positivista a noção funcionalista. Quer dizer que, além de tudo permanecer como está, é necessário que esteja funcionando.

A teoria funcionalista assume que tudo o que existe tem sua função. A vida social é um organismo e, cada agente social é um membro desse processo orgânico. Em outras palavras, aquele que não estiver presente nesse organismo, nesse sistema, deve ser eliminado. A coisa deve funcionar, pois conforme o positivismo-funcionalista tudo o que ai está tem sua finalidade.

Nesse paradigma podemos assumir que até a pobreza tem a sua razão de ser. Um sociólogo americano disse que a pobreza é essencial para a sociedade, pois ela também tem suas funções. E não vamos longe, entre nós, já existem pessoas que buscam justificar as desigualdades sociais e a pobreza por esse argumento. Nada pode desequilibrar o funcionalismo do sistema. As pessoas que compartilham dessa visão são aquelas que pensam o mundo organizado, nada está fora das funcionalidades impostas pelo sistema.

Aqui aparece um problema ético: toda diferença quando parte a existir representa uma anomalia, não presta! Deve ser eliminada. Por isso, quando algum movimento social, ou mesmo algumas instituições buscam mexer ou mudar algo nesse sistema pré-estabelecido sua ação é julgada como antiética, uma vez que busca desagregar as funcionalidades da ordem social.

Esse sistema precisa encontrar mecanismos para sobreviver e manter sua hegemonia: se utiliza das instituições sociais, entre elas a academia. É no Ensino Superior que as teorias se explicam, se garantem e se legitimam. Compete junto à ela, todo o aparato educacional, ou seja, família, escolas, Igrejas, Clubes, partidos políticos, etc., todos esses lugares supostamente para “fazer a cabeça” das pessoas a partir dos pressupostos de um modelo que busca se manter e que, de todas as formas, interessa à poucos.

Ficam perguntas: Em que tipo sociedade você quer viver? Quer pensar igual à todos ou prefere sua força de opinião? Se você não consegue pensar diferente, você nunca irá mudar; não mudando, não pode desejar algo diferente para você e para seus filhos.

((•)) Ouça este post

15 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. pensar diferente é provocar mudanças, claro pensando sempre de modo construtivo e em favor do coletivo.

    ResponderExcluir
  3. Está legal... mas ainda está meio confuso de entender e distinguir as diferenças entre as duas teorias.

    ResponderExcluir
  4. pow, me ajudo na prova! ;)

    ResponderExcluir
  5. uma pergunta, porque o estagio funcionalista nos leva a transcedência?

    ResponderExcluir
  6. De um cantinho do ceara


    um pouco confusa ainda, mais me aprofundar nos estudo pra melhor entender abraço

    ResponderExcluir
  7. Olá Anônimo,
    "De um cantinho do ceara, um pouco confusa ainda, mais me aprofundar nos estudo pra melhor entender abraço."
    Do Tamanho do Rio Grande do Sul, um abraço e muito obrigado por passar e refletir.

    Leve essas ideias para onde fores.

    Abraço,

    Prof. Rudi

    ResponderExcluir
  8. estou muito tempo sem estudar e esta muito dificil p/ mim compreender esses textos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andréia.
      Tudo bem?
      Pois bem. Uma leitura inicial sempre ajuda no entendimento. Uma sugestão de leitura, para te ajudar na compreensão inicial, pode ser o Livro "Sociologia Crítica - Alternativas de Mudança" do Pedrinho Guareschi.
      No mais, forte abraço,
      Prof. Rudi

      Excluir
  9. ajudo demais nas coisas que eu deveria esclarecer

    obrigada

    ResponderExcluir
  10. olá muito bom esse textos deu pra eu entender legal,sou acadêmica de serviço social, na universidade o prof. passou pra nós estudarmos sobre a teoria positivista.obrigado pelos textos maravilhosos, esclarecedores,"

    ResponderExcluir
  11. Muito bom... Valeu o esclarecimento.

    ResponderExcluir